Entradas recentes no Clube de Vídeo

 1  2  3  4  5  6 
4.5/5

O Homem que Mudou o Mundo

DRAMA
  Na década de 1930, Sir Winston Churchill (Albert Finney) estava fora do governo, ocupando o cargo de membro suplente do Parlamento. Sua voz era solitária, alertando sobre o rearmamento alemão e a chegada de uma segunda grande guerra no continente. Ele perdeu muito dinheiro no crash de Wall Street e agora escreve uma biografia de seu ancestral, o duque de Marlborough, uma coluna de jornal, e é seu único meio de sustento. Ele tem um grupo muito unido de apoiadores, entre eles sua esposa Clementine (Vanessa Redgrave), que ele ama muito.   Enquanto ele continua a pressionar suas preocupações sobre Hitler, ele é escalado como um fomentador de guerras e frequentemente criticado no Parlamento por membros de ambos os lados do corredor. Com informações confiáveis ​​de um funcionário do Ministério das Relações Exteriores que sente que o governo não está informando com precisão sobre o rearmamento, ele fornece números precisos ao Parlamento e a maré começa a mudar. Com o início da Segunda Guerra Mundial em setembro de 1939, Churchill retorna ao governo como o Primeiro Lorde do Almirantado.   Finney recebeu muitos elogios por seu desempenho, ganhando um BAFTA, um Emmy e um Globo de Ouro de melhor ator. Ramin e Whitemore ganharam o Emmy de Melhor Roteiro, além de um prêmio Peabody em 2002. Em 2016, Mark Lawson do The Guardian classificou-o como o retrato mais memorável de Churchill na televisão. Uma sequência, Into the Storm, foi lançada em 2009, com Churchill sendo retratado por Brendan Gleeson, e se concentra nos dias do primeiro-ministro no cargo durante a Segunda Guerra Mundial.
4.5/5

O Quadrado

COMÉDIA
23 Prémios e 37 Nomeações Christian é um homem respeitado que trabalha como curador num museu de arte contemporânea. É pai extremoso de duas crianças pequenas, conduz um carro elétrico e contribui como pode em todas as causas humanitárias. Em suma, é um homem de bem. Profissionalmente, o projeto que tem agora em mãos é "O Quadrado", uma instalação peculiar que convida os visitantes a refletir sobre altruísmo. Para o ajudar na promoção do evento, Christian conta com o departamento de relações públicas do museu. Mas os eventos que se sucedem acabam por lançar Christian numa crise que fará vir ao de cima uma versão menos "politicamente correta" de si mesmo… Palma de Ouro na 70.ª edição do Festival de Cannes, uma comédia negra com assinatura do sueco Ruben Östlund ("Força Maior") e interpretações de Claes Bang, Elisabeth Moss, Dominic West e Terry Notary. - Um filme mordaz, uma comédia negra a atacar a má consciência de uma Europa burguesa e confortável que desconfia de tudo o que lhe é estranho. - Expresso Uma comédia negra que atinge o mundo da arte moderna. Salta à vista um humor glacial que satiriza as performances modernas, o marketing digital e os discursos de feminismo consensuais. - Diário de Notícias Uma experiência original, visceral, desconfortável e essencial. - Screen International "[O QUADRADO] proporciona mesmo um espetáculo espantoso, estranho e chocante, com momentos de pura loucura (…) uma sátira extensa e ousadamente surreal (…) pode ter sido inspirada em Roy Andersson ou talvez Lars Von Trier. Há também um toque de Buñuel – mas a assinatura de Östlund é óbvia. É alto cinema. - The Guardian O que é talvez mais impressionante no estilo evolutivo de Östlund enquanto realizador e comentador social é a sua necessidade de enriquecer todas as cenas que faz com uma diversidade de tones e nuances no espectro sério-cómico. Lembra um chef virtuoso impelido a tentar combinações cada vez mais loucas de de especiarias e ingredientes. - The Hollywood Reporter
4.5/5

Led Zeppelin - The Song Remains the Same

MUSICAL
4.5/5

Alice no País das Fadas

ANIMAÇÃO
4.5/5

Pateta o Filme

ANIMAÇÃO
4.5/5

Rugrats O Filme

ANIMAÇÃO
4.5/5

Uma Vida de Iinsecto

ANIMAÇÃO
4.5/5

Nivel Zero

AÇÃO
4.5/5

Nixon

DRAMA
4.5/5

Grito de Revolta

DRAMA

Filmes Raros de encontrar

 1  2  3 
4.5/5

Hercules

FILMES RAROS
Numa época muito remota, quando Hera e Zeus disputavam o poder, esta rivalidade chegou até os humanos, pois os seguidores de Hera tentavam derrotar os adoradores de Zeus. Neste contexto Alcmena (Elizabeth Perkins), princesa de Tebas e grã-sacerdotisa de Hera, espera o retorno do marido, Anfitrião (Timothy Dalton), que partiu com seus homens para se vingar dos piratas cretenses, que assassinaram alguns parentes de sua esposa. Alcmena anseia que o marido não seja bem- sucedido, pois é um adorador de Zeus. No entanto ele volta vitorioso, tendo matado vários piratas e os restantes estavam sendo levados como escravos. Quase ao chegar um destes cativos, Anteu (Tyler Mane), escapa e ao chegar na praia estupra Alcmena, que na verdade é engravidada por Zeus. Logo depois chega Anfitrião, que a leva ao leito e também a engravida. Alcmena se recusa a ter um filho de Zeus e pensa em matá-lo, mas o oráculo Tirésias (Kim Coates) prediz que ela terá dois filhos e diz que será difícil saber qual é o filho de Zeus. Quando nascem (curiosamente ninguém sabe qual dos bebês nasceu primeiro) duas harpias conseguem identificar qual deles é o filho de Zeus e o chamam de Hércules (Paul Telfer). Alcmena chama o outro filho de Íficles (Luke Ford) e manda que Anfitrião mate Hércules. Ele quase cumpre o pedido mas volta com o bebê, dizendo que se é mesmo o filho de Zeus ele não quer ser o responsável pela sua morte. Alcmena diz que não cuidará da criança e Anfitrião assume a tarefa de arrumar uma ama-de-leite. A rivalidade entre os seguidores de Zeus e Hera vão provocar muitas tristezas para ambos os lados.

Não existem artigos nesta categoria mas podem existir artigos em subcategorias, caso estejam listadas.